Acompanhe-nos
Você está aqui: Página Inicial Sala de Imprensa Destaques Ubuntu Edge: o smartphone livre

Ubuntu Edge: o smartphone livre

Novidade foi apresentada por Thomas Fogwill
15/08/2013 11:20
Ubuntu Edge: o smartphone livre

Fogwill, da África do Sul, país focal do VI Consegi

Em breve, os fãs de mobilidade conhecerão uma nova solução de smartphone totalmente baseada em software livre. Trata-se do Ubuntu Edge, que está sendo desenvolvido pela Canonical, empresa fundada pelo sul-africano Mark Shuttleworth. A novidade foi apresentada pelo sul-africano Thomas Anthony Fogwill, em palestra no Consegi.

“O mundo está mudando. Há uma migração de usuários de desktops para smartphone em todos os segmentos da sociedade, o que justifica investimentos na busca de soluções livres para plataforma mobile”, comentou Fogwill. 

Segundo ele, em países como os EUA, mais receptivo a novidades, a expectativa é que, em um ano, a quantidade de acessos à internet por mobiles ultrapasse a de desktops. Mas esse cenário já é realidade nos países emergentes, principalmente em função da facilidade de aquisição e do custo mais baixo. Na Índia, por exemplo, o acesso à internet por dispositivos móveis ultrapassou o uso de PC em meados de 2012. Na África do Sul, os dados impressionam. Lá 75% dos usuários acessam internet por mobiles contra apenas 15% que ainda utilizam PC”, conclui. 

Ecossistema Ubuntu 

Na palestra, Fogwill falou da criação do Ubuntu, a partir do Debian, e do aspecto pragmático do sistema que lhe confere maior usabilidade. Para ele, Ubuntu é muito maior que um simples sistema operacional porque reúne num único conceito vários componentes que, juntos, funcionam como um ecossistema. “O que quero dizer, é que no Ubuntu todos os componentes que o constituem são interdependentes, influenciam-se uns aos outros. Qualquer alteração ou mudança impactam e interferem no equilíbrio desse ecossistema,” explicou. Essa característica, concluiu, é importante porque fortalece a relação das comunidades envolvidas e a cooperação e troca de conhecimentos, garantindo a essência do sistema. 

Outro aspecto relevante é que o Ubuntu tem característica de produto. Tem uma marca, conceito, princípios e sua própria filosofia, o que facilita as ações de disseminação do sistema.

Ações do documento
  • Google +
  • Linkedin
registrado em: , ,
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Os comentários são moderados