Acompanhe-nos
Você está aqui: Página Inicial Sala de Imprensa Destaques Mulheres debatem seus papéis no universo da TI

Mulheres debatem seus papéis no universo da TI

Salários mais baixos e preconceito estiveram na pauta
15/08/2013 17:30

Representantes de várias organizações e segmentos sociais envolvidos com tecnologia da informação e software livre debateram o papel atual da mulher na tecnologia: questões como preconceito; remuneração menor em relação aos homens; a cultura ainda muito masculino nesse universo profissional; e a decisão, de ainda assim, encarar anos de estudo e o desafio de atuar em funções ocupadas predominantemente pelo sexo masculino.

Todas apontaram questões importantes que precisam ser resolvidas, mas também registraram aspectos interessantes que dão à mulher diferenciais competitivos nesse mercado.

No destaque, Paola Juarez, peruana e especialista em segurança da informação ressaltou, por exemplo, o fato de a mulher ser mais detalhista, mais minuciosa como um diferencial para principalmente para quem trabalha com segurança. E assegura: “Meu jeito mulher me garante um plus nessa área. Para ela, esse sexto sentido, típico das mulheres, ajuda muito na atividade”, disse.

Perfil multitarefa da mulher como diferencial no universo do software livre

Já Vera Cavalcante Pereira, ex-empregada do Serpro e hoje líder da Comunidade LibreOffice, atribui a habilidade da mulher de fazer várias coisas simultaneamente como um diferencial para quem atua com software livre. “As comunidades de software prescindem dessa qualidade, desse perfil multitarefa das mulheres, dada a pluralidade de atividades desenvolvidas nesse tipo de comunidade”, afirmou. 

Sobre as diferenças de remuneração e ocupação de cargos no mercado de TI, a representante da comunidade Mulheres na Tecnologia (MNT), Danielle Oliveira, foi enfática. “Hoje há apenas 19% de mulheres atuando na área de tecnologia e, mesmo ocupando os mesmos cargos, com as mesmas atribuições e responsabilidades, ganham menos que os homens”, esclareceu. Quanto mais alto o cargo, maior a diferença. “Em algumas situações, como em cargo de gestão de TI, as mulheres chegam a ganhar quase cinquenta por cento a menos que um colega na mesma função”, enfatizou.

Tv Serpro

O tema "Mulheres na TI" também foi alvo de debate na Tv Serpro. 

Assista ao programa, clicando aqui.

Ações do documento
  • Google +
  • Linkedin
registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Os comentários são moderados